segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Família de Heath Ledger lembra que ainda há mais um filme dele para ver.

As memórias da família de Heath Ledger, o ator que interpretou Joker na última aventura de Batman, a emoção de Penélope Cruz, a calma e o discurso político de Sean Penn foram alguns dos momentos marcantes da 81.ª cerimónia de atribuição dos prémios da indústria do cinema norte-americano, que consagrou o filme "Quem quer ser Bilionário" como o mais premiado, arrecadando oito Óscares.

Depois de abandonarem o palco, com a estatueta atribuída a título póstumo, a família de Heath Ledger lembrou o filho e irmão que, enquanto jovem, "estava sempre na brincadeira como um rapaz qualquer naquelas idades", realçando as qualidades humanas do ator que faleceu em 22 de Janeiro de 2008. Já sobre a sua prestação na película dirigida por Cristopher Nolan - premiada com duas estatuetas, melhor ator secundário e efeitos sonoros - Kate Ledger, irmã do ator, revelou que "Heath sabia que fez qualquer coisa especial com esta interpretação".

"Ele ia-nos mostrando partes do filme enquanto este estava a ser rodado e um dia dissemos-lhe que ele arriscava ser nomeado para um Oscar. Ele respondeu com um sorriso", contou a irmã do ator, lembrando que a morte dele pôs fim à sua carreira, mas não às novidades, uma vez que ainda há um filme em que participa por estrear. Trata-se de "Imaginarium of Doctor Parnassus", cuja rodagem Ledger não terminou. "Nós já vimos algumas cenas e creio que vai ser fantástico poder vê-lo novamente em cena", resumiu Kate, depois de ter aceitado, em nome da filha de Heath, Matilda, e acompanhada pelos pais de Heath, a estatueta atribuída ao irmão.

Heath Ledger ganha Oscar póstumo de Melhor Ator Coadjuvante

O ator australiano Heath Ledger, que morreu no ano passado, ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante no domingo, por seu papel como Coringa em "Batman -- O Cavaleiro das Trevas".

Ledger, que morreu aos 28 anos de overdose acidental de remédios prescritos, é somente o segundo ator da história do Oscar a ganhar um prêmio póstumo. Dois meses depois de morrer de ataque cardíaco, o ator Peter Finch ganhou um Oscar em 1976, pelo papel em "Rede de Intrigas".

O Oscar de Ledger também é uma exceção, pois a Academia costuma ignorar os filmes de super-heróis.

"Este prêmio... validou a determinação de Ledger de ser realmente aceito por todos vocês aqui, seus colegas, em uma indústria que ele amava tanto", disse o pai de Ledger, Kim, ao aceitar o prêmio em nome do filho, ao lado da mãe de Ledger, Sally Bell, e da irmã, Kate Ledger.

"Estamos realmente lisonjeados pela honra e o respeito recebidos por ele com este prêmio", disse Sally Bell.

Ledger foi encontrado morto em um apartamento em Nova York, cinco meses antes do lançamento de "Cavaleiro das Trevas".

A performance do ator, além do interesse despertado por sua morte, renderam ao filme mais de 1 bilhão de dólares nas bilheterias.

Ledger foi indicado a um Oscar em 2005, por "O Segredo de Brokeback Mountain", mas não ganhou o prêmio.

Desta vez, Ledger levou praticamente todos os prêmios pelo papel de Coringa.

Nas últimas semanas, ele venceu um Globo de Ouro, um BAFTA, um prêmio do Sindicato de Atores e os de críticos norte-americanos e australianos. Ele foi bastante homenageado pelos atores, diretores e produtores que anunciaram os prêmios.

A estatueta irá para a filha de Ledger e da atriz Michelle Williams, Matilda, hoje com 3 anos, quando ela completar 18 anos.

Embora não fosse considerado um ator do primeiro escalão de Hollywood antes de sua morte, Ledger chamou atenção em 2001, por "Coração de Cavaleiro". Mais tarde, convenceu os críticos de seu talento com "A Última Ceia" e "Não Estou Lá".




video

Divulgados pôsters de Dr. Parnassus


o primeiro é um pôster coreano.
O filme estréia no dia 06 de junho em Londres.
Nos demais paises o filme só chegará em setembro!